quarta-feira, 22 de novembro de 2017

A FÉ SEM OBRAS É MORTA



Boas obras são somente aquelas que Deus ordenou em sua palavra, e não as que os homens inventam e classificam sem o respaldo da palavra de Deus; as pessoas  movidas por um zelo sego como pretexto de boas obras.
Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige: Pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus.
Miquéias 6:8

 Introdução
As boas obras devem ser feitas em obediência aos mandamentos de Deus, por que elas são frutos do Espírito Santo, que evidenciam a fé genuína e viva em Deus. Por meio delas os crentes demostram gratidão, fortalecem sua certeza da salvação, edifica os irmãos, adornam sua profissão de fé, fazem calar os seus inimigos e glorificam a Deus.
Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta.
Mas alguém dirá: "Você tem fé; eu tenho obras". Mostre-me a sua fé sem obras, e eu lhe mostrarei a minha fé pelas obras.
Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem — e tremem!
Insensato! Quer certificar-se de que a fé sem obras é inútil?
Não foi Abraão, nosso antepassado, justificado por obras, quando ofereceu seu filho Isaque sobre o altar?
Você pode ver que tanto a fé como as suas obras estavam atuando juntas, e a fé foi aperfeiçoada pelas obras.
(Tiago 2:17-22)

A aptidão para as boas obras não é fruto do nosso coração, de modo nenhum; essa aptidão vem do Espírito de Cristo que habita em nos, por meio da regeneração.  Para praticar boas obras é necessária uma influência continua do Espírito Santo – para realizarmos as boas obras segundo a vontade de Deus, precisamos compreender que  tanto o querer como o efetuar,  é segundo a  sua boa vontade. As boas obras não podem ser realizadas como sendo um dever, isso, porém não podemos nos sentir negligentes quando por quais quer motivo deixamos de realizar; não é uma obrigação, é um mover do Espirito Santo em nós.
Mesmo os cristãos que consegue prestar a maior obediência  possível nesta vida, estão longe de exercer e fazer o que é requerido por Deus, estão muito a quem de fazer mais do que lhes é requerido.

Se as nossas obras são boas é porque procedem do Espírito.
Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente.
Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne.
Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.
Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei.
Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem;
idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções
e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.
Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,
mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
(Gálatas 5:15-23)

Todavia, desde que os crentes, como pessoas, são aceitas por meio de Cristo, as sua obras também são aceitas em Cristo, isto não significa que suas obras sejam totalmente aprovadas e  aceitas diante de Deus. Antes tendo diante dEle  a obra do seu filho, e se estamos nele por meio da sua morte e ressurreição, Deus se agrada em aceitar e recompensar “cada um segundo as suas obras”; mesmo que elas foram feitas com muita fraqueza e imperfeições.
Deus não é injusto; ele não se esquecerá do trabalho de vocês e do amor que demonstraram por ele, pois ajudaram os santos e continuam a ajudá-los.
(Hebreus 6:10)

Conclusão:
As obras feitas por pessoas não regeneradas – embora sejam coisas que Deus tenha  ordenado, elas  são proveitosas; embora  tanto para pessoa que faz como pra pessoa que recebe  são boas – a questão é que elas não procede de um  coração de fé; e, de acordo com a palavra de Deus, não cumpre a finalidade correta de glorificar a Deus.
Portanto, essas obras são pecaminosas e não agrada a Deus, e nem torna essas pessoas apta para receber a graça de Deus. Contudo, a omissão é ainda mais grave, se tornando uma ofensa contra Deus; porque já fomos salvos para realizarmos a obra do Espírito Santo e assim sendo, estamos realizando as obras da carne.
"Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos.
Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber;
fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’.
"Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?

(Mateus 25:41-44)

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MORRE É PRECISO



Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; mas (...)
Marcos 8:35

“Nós estamos acostumados a ligar a palavra morte apenas a ausência de vida e isso é um erro existencial entre outros tipos de morte; é preciso  morrer todo dia”. A morte nada mais é do que uma passagem, uma transformação.

Não existe planta sem a morte da semente, não existe embrião sem a morte do óvulo e do esperma, não existe borboleta sem a morte da lagarta, isso é o óbvio. A morte nada mais é que o ponto de partida para o início de algo novo.

Vencendo as fronteira entre o passado e o futuro.
_Se você quer ser um bom universitário, mate dentro de você o secundarista aéreo que acha que ainda tem muito tempo pela frente.
_Quer ser um bom profissional?  Então mate dentro de você o universitário descomprometido que acha que a vida se resume a estudar o suficiente só para fazer as provas.
_Quer ter um bom relacionamento? Então mate dentro de você o jovem inseguro, ciumento, crítico, exigente, imaturo, egoísta ou o solteiro solto que penso que pode fazer planos sozinhos, sem ter que dividir espaços, projeto e tempo com mais ninguém.

Quer ter boas amizades?
_Então mate dentro de si a pessoa insatisfeita e descompromissada, que só pensa em si mesmo.
_Mate a vontade de tentar manipular as pessoas de acordo com a sua conveniência.
_Respeite seus amigos, colegas de trabalho e vizinhos enfim todo processo de evolução exige que matemos o nosso "eu" passado pela lapidação. E qual o risco de não agirmos assim? O risco está em tentarmos serem duas pessoas ao mesmo tempo, perdendo o foco principal, comprometendo à produtividade, e, por fim prejudicando nosso sucesso.
Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram não se projetam para o que serão ou desejam ser.
(...) e não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus... (Romanos 12.2)
Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam. Acabam se transformando em projetos acabados, híbridos, adultos infantilizados. Podemos até agir, às vezes, como meninos, de tal forma que mantemos as virtudes de criança que também é necessária: Brincadeira, sorriso fácil, vitalidade, criatividade, tolerância etc. Mas, se quisermos ser adultos, devemos necessariamente matar atitudes infantis, para passarmos a agir como adultos. Quer ser alguém: líder, profissional, pai ou mãe, cidadão ou cidadã, amigo; então terá que melhorar e evoluir?
Refleti sobre os meus caminhos, e volto meus passos para a observância das tuas prescrições! (Salmos 119.59)
Então, o que você precisa matar em si, ainda hoje, é o "egoísmo" é o "egocentrismo", para que nasça o ser que você tanto deseja ser. Pense nisso e morra. Mas, não se esqueça de nascer melhor ainda. “O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem, por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”


 Texto de Fernando Pessoa / Adaptado

domingo, 12 de novembro de 2017

TUDO É DESCOBERTO

Então Josué disse a Acã: "Meu filho, para a glória do Senhor, o Deus de Israel, diga a verdade. Conte-me o que você fez; não me esconda nada".
(Josué 7:19)

Princípio bíblico: O servo de Deus confessa a verdade.
Deve ser o nosso alvo:
ü  Saber que sempre devemos confessar a verdade;
ü  Quando confessamos desfrutamos da paz, porque ficamos livres da culpa e acusação do Diabo;
ü  Devemos fazer esse exercício disciplinar diariamente, até que chegamos a estatura do varão perfeito.

Introdução:
Estamos estudando a história de uma nação, para tirarmos lições práticas e contextualizada, tangível e aplicável para nossa vida diária. “É melhor aprender com os erros dos outros, porque não me custa dada”.

Ao lermos o relato da derrota do exército israelita pelos homens da pequena cidade de Ai (custa a vida de 36 homens). Quando discorremos sobre o fator principal dessa derrota, chegamos a decisão e comportamento de um homem, que fazia parte do exército de Josué, compatriota que deixou de cumprir princípios de lealdade e obediência a uma orientação divina; trazendo consequências não apenas para si, mas ao seu pelotão de combate e toda sua família.
Lealdade e princípio de liderança.
Todo crente em Cristo, deseja ouvir a voz de Deus não é? Quem não gostaria em meio a uma guerra e diante dos seus inimigos, não gostaria de ouvir e receber a orientação de Deus, para saber qual a estratégia a ser usada, que lhes garante a vitória cabal? “No entanto é preciso saber que Deus não vai descer na terra pra falar com cada um de nós; Deus tem um canal de comunicação e ouve apenas quem tem ouvido para ouvir”.
Qual é então esse canal disponível, usado por Deus para falar?
1-      A sua palavra. Que apta para ensinar, redarguir, instruir e corrigir em justiça.
(2 Timóteo 3.17)
2-      Sua liderança. “Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas” (Amós 3:7).
3-      Por meio do seu Espírito Santo.
"Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele".( Isaías 30.21)
Porque muitos homens e mulheres, mesmo com o desejo de servir a Deus passam por grandes aflições?
Ananias e Safira experimentaram a morte preciosamente, por que mentiram ao Espírito Santo; mas que estava diante deles representando essa figura celestial na hora da entrega do seu Dizimo, do qual eles haviam retidos parte dele e foram condenados?

Mas um homem chamado Ananias, casado com uma mulher que se chamava Safira, vendeu um terreno e só entregou uma parte do dinheiro aos apóstolos, ficando com o resto. E Safira sabia disso. Então Pedro disse a Ananias:
— Por que você deixou Satanás dominar o seu coração? Por que mentiu para o Espírito Santo? Por que você ficou com uma parte do dinheiro que recebeu pela venda daquele terreno? (Atos 5.1-4)

Acã violou um princípio de lealdade e obediência escandalosamente.
 Na invasão da cidade de Ai, depois da derrubados os muros de Jericó, os espias que foram enviados trouxeram um relatório animador, dizendo: São poucos.
De conformidade com (Genesis 12.7,8) Abrão esteve naquela cidade, no período de sua peregrinação, e ali ergueu um altar ao Senhor, quando recebeu a promessa de que aquela terra seria parte da herança de sua descendência.

Josué mediante ao relatório dos espias decide atacar a cidade de Ai, com apenas  3.000 mil soldados, ou seja a vitória estava garantida por vários fatores:
1-      Deus havia prometido ao patriarca Abraão;
2-      Já haviam conquistado a cidade de Jericó, através de um abalo sísmico de alta intensidade;
3-      O número de moradores era insignificante, aja visto que disponibilizou apenas uma parte do seu exército para essa batalha.

Como podemos contextualizar o texto? Porque Josué perdeu essa batalha?
Jesus responde em (Marcos 3.24 e 25): “Se um reino estiver dividido contra si mesmo, não poderá subsistir. Se uma casa se dividir contra si mesma, igualmente não conseguirá manter-se firme. …”
Acã pecou deliberadamente e por que?
O que levou Acã ao pecado da deslealdade e a quebra do princípio da obediência a Deus e sua liderança?
- Ele não acreditava nas consequências sobre o uso indevido da lei do livre arbítrio; embora seja legitimo o seu uso e Deus não conspira contra o seu exercício, mas, não vai poder livra-lo da sua consequência implacável.
 Acã é atraído pelo pecado da cobiça.
A palavra cobiça na língua portuguesa, traz como sinônimo o seguinte: Ambição, avidez, mercantilismo, ganância e inveja.
O fracasso, não é obra do acaso, não é mera coincidência.
Chegando a matar trinta e seis deles. Eles perseguiram os israelitas desde a porta da cidade até Sebarim, e os feriram na descida. Diante disso o povo desanimou-se completamente.
(Josué 7:5)
Josué, ficou sem rumo e prostrado, o que Deus disse a ele?
O Senhor disse a Josué: "Levante-se! Por que você está aí prostrado?
(Josué 7:10)
Josué e todo o povo ficaram atônitos. Era difícil acreditar no que acontecera.
Ficaram tão atordoados que o povo ficou completamente desanimado e perdeu a coragem (Josué 7.3)
Quando estamos sem rimo, as emoções rapidamente tomam conta; mas na oração Josué encontra amino diante da derrota e humilhação.
É importante saber que existe uma linha sutil entre o sentimento de sucesso e a derrota. Somos levados por ondulações de altos e baixos. Hoje podemos estar-nos mais alta posição, e a manhã subitamente para baixo.  E quando estamos desanimados e deprimidos pelo fracasso, perdemos a capacidade de racionalizarmos os resultados circunstanciais e observarmos qual é plano geral de Deus em nossa existência. Se deter-nos no micro , perdemos a magro visão.
Sem confissão da culpa, não se pode corrigir o curso da história; de uma nação ou de uma família.
Então Josué disse a Acã: "Meu filho, para a glória do Senhor, o Deus de Israel, diga a verdade. Conte-me o que você fez; não me esconda nada". Acã respondeu: “É verdade que pequei contra o Senhor, contra o Deus de Israel”. O que fiz foi o seguinte:
Quando vi entre os despojos uma bela capa feita na Babilônia, dois quilos e quatrocentos gramas de prata e uma barra de ouro de seiscentos gramas, eu os cobicei e me apossei deles. “Estão escondidos no chão da minha tenda, com a prata por baixo”(Josué 7:19 – 21)
Qual foi a orientação de Deus, através da liderança de Josué?
Mas fiquem longe das coisas consagradas, não se apossem de nenhuma delas, para que não sejam destruídos. Do contrário trarão destruição e desgraça ao acampamento de Israel.
Toda a prata, todo o ouro e todos os utensílios de bronze e de ferro são sagrados e pertencem ao Senhor e deverão ser levados para o seu tesouro".
(Josué 6:18,19)
Tudo é descoberto.
O Senhor disse a Josué: "Levante-se! Por que você está aí prostrado?
Israel pecou. Violaram a aliança que eu lhes ordenei. Eles se apossaram de coisas consagradas, roubaram-nas, esconderam-nas, e as colocaram junto de seus bens.
(Josué 7:10,11)
Por que Deus não revelou a Josué, que tinha sido Acã  e os outros envolvidos, que tinham violado o princípio da lealdade e obediência no meio do povo de Israel?
Talvez, porque Deus queria que Israel observasse aquele processo e jamais o esquecesse. “Para quem tem memória curta, geralmente é necessário experiências dolorosas”. Talvez também Deus estivesse oferecendo oportunidades para que os envolvidos pudessem confessar seus erros e pecados. Será que Acã tivesse confessado não teria sido poupado? É preciso lembrar que Deus é misericordioso, e isso nos faz lembrar o pecado de Davi que foi gravíssimo, passivo de morte e, no entanto devido a um coração penitente, o Senhor o perdoou.
“Você fez isso às escondidas, mas eu o farei diante de todo o Israel, em plena luz do dia”.
Então Davi disse a Natã: "Pequei contra o Senhor! " E Natã respondeu: "O Senhor perdoou o seu pecado. Você não morrerá. (2 Samuel 12:12,13)
A semente do pecado deu o seu fruto, más Davi foi poupado da morte certa.
Acã não confessou voluntariamente.
Infelizmente Acã confessou a verdade diante do Senhor (Js 7.9) Esperou ser colocado contra a parede. Sua confissão foi forçada. Agora era tardia sua rendição. Paulo escrevendo aos (Filipenses 2. 10 e 11) diz que todo joelhos se dobrarão e confessaram que Jesus Cristo é o Senhor. Mas é preciso notar que quando isso acontecer, Jesus já estará na condição de juiz e não mais como salvador. Assim será para muitos que cairão de joelhos para confessar, e enfrentarão a ira de Deus sobre o pecado não confessado.
O julgamento e sua sentença.
Disse Josué: "Por que você nos causou esta desgraça? Hoje o Senhor lhe causará desgraça". E todo o Israel o apedrejou, e depois apedrejou também os seus, e os queimou no fogo.
Josué 7:25






Páginas